CONSTROIWEB - DESENVOLVIMENTO WEB E TREINAMENTO ESPECIALIZADO PARA INTERNET

8 erros que atrapalham as vendas no e-commerce

Você quer aumentar as vendas no e-commerce? Então não cometa essas falhas. 

Lembre-se que o consumidor tem a facilidade de conhecer inúmeras lojas on-line a um clique de distância, e basta um deslize para que ele compre na sua concorrência. 

Para não correr esse risco, confira nossa lista de coisas que podem atrapalhar as vendas e a imagem do seu e-commerce no mercado digital. 

1. Poucas opções de pagamento 

CONSTROIWEB - DESENVOLVIMENTO WEB E TREINAMENTO ESPECIALIZADO PARA INTERNET

Você já deve ter entendido que a internet é um lugar de facilidades, certo?

Então, tudo o que dificulta a compra ou é considerado complicado de ser executado pelo consumidor pode resultar no abandono de carrinho e na desistência da compra. 

Um dos muitos motivos para isso acontecer é a falta de opções de pagamento na hora de finalizar a compra. 

Imagine só a decepção do cliente ao escolher os produtos no seu e-commerce, adicionar ao carrinho e não encontrar uma opção de pagamento que o atenda? 

Para evitar isso, é ideal que você disponibilize diferentes opções de pagamento para o consumidor (boleto, cartões de crédito de diferentes bandeiras, pix, carteiras digitais, entre outras formas). 

É claro que você não precisa ter todos os meios disponíveis para o cliente, mas lembre-se que quanto mais meios de pagamento você disponibiliza, maiores as chances de vender seu produto.  

2. Site lento 

Num mundo tecnológico tão veloz, você acha mesmo que o usuário tem paciência de esperar um site lento carregar? 

Nesses casos de sites lentos, a experiência do usuário pode ser muito comprometida, e sua empresa com certeza perderá com isso. 

Além do mais, a velocidade de carregamento de um site afeta no posicionamento no Google. 

Se seu site demora a ser carregado, com certeza ele não assumirá as primeiras posições das buscas na internet, pois nem o Google e muito menos os usuários gostam disso.

Principais motivos para sites lentos

Servidor de hospedagem

Todos os sites existentes estão em servidores de hospedagem. 

Quando algum usuário digita o endereço do seu e-commerce na barra de um navegador e clica para pesquisar, uma solicitação de acesso é enviada do computador do usuário para um outro computador, no caso um servidor. 

Instantaneamente o servidor recebe a solicitação e devolve o que foi solicitado pelo usuário, fazendo com que o site pesquisado seja aberto em seu dispositivo. 

O que acontece, muitas vezes, é que muitas empresas usam servidores compartilhados com outros sites. Ao fazer isso, infelizmente, seu site fica à mercê de recursos compartilhados também. 

Normalmente, a lentidão acontece pela solicitação de acesso estar em uma fila de outras solicitações (já que o servidor é compartilhado com outros sites, entende?). 

Ao criar um site, um e-commerce, verifique a contratação do servidor. O ideal é que ele seja dedicado, isto é, exclusivo para a hospedagem do seu site. 

Se esse for o problema da lentidão do seu e-commerce, certamente a mudança de servidor pode resolver. 

Imagens “pesadas”

CONSTROIWEB - DESENVOLVIMENTO WEB E TREINAMENTO ESPECIALIZADO PARA INTERNET

Ter um e-commerce muito visitado também requer que os desenvolvedores utilizem imagens atrativas. 

Porém, o grande erro é achar que precisam usar imagens com alto grau de resolução para que a “aparência” do site seja a melhor possível. 

Imagens “pesadas” só dificultam o carregamento das páginas, tornando-as “vilãs” da história.

O ideal é verificar quais imagens estão afetando a velocidade do site e compactá-las. 

Códigos, templates e plugins

A atualização constante de um site é fundamental para uma boa navegação, porque pode haver templates, plugins e ferramentas desatualizadas que prejudicam a abertura de uma página. 

Converse sobre isso com seu desenvolvedor.

Além disso, teste a velocidade do seu site usando ferramentas específicas, como a PageSpeed Insights ou Lighthouse

3. Site não responsivo

Conforme estudo realizado pela Global Consumer Insights, 86% dos consumidores realizam compras por smartphones no Brasil. 

O que revela a necessidade de sites serem adaptáveis a todo e qualquer tipo de tela, isto é, ser responsivo. 

Além disso, lembre-se que um site sem responsividade pode ser penalizado pelo Google e ter seu rankeamento comprometido nas páginas de busca. 

Se você ainda não está convencido sobre a importância de investir em um e-commerce responsivo, aí vão alguns outros motivos: 

  • melhora a experiência do usuário; 
  • diminui a taxa de rejeição;
  • aumenta as vendas; 
  • mais compartilhamentos nas mídias sociais; 
  • acessível de qualquer navegador e tela. 

Se você quer ser um lojista on-line alinhado ao novo modelo de compra dos brasileiros, não se esqueça de buscar por criadores de sites que ofereçam a criação de e-commerces responsivos, ok?

4. Descrição mínima dos produtos

Comprar on-line significa não poder testar, provar ou ver “ao vivo” o produto como se faz em lojas físicas.

Então, devido a essas limitações, é essencial que as descrições dos seus produtos em seu e-commerce sejam completas, com detalhes, tamanhos, fotos e até vídeos. 

Assim, você consegue sanar às dúvidas dos seus consumidores, além de não correr o risco de perder uma venda por falta de informações. 

5. Frete caro 

Um valor elevado para a entrega dos produtos do seu e-commerce pode afastar seus clientes, principalmente se eles conseguem comparar o valor em outra loja on-line. 

Para evitar que isso aconteça, verifique os preços disponíveis em diferentes transportadoras ou correio e opte por aquele que não seja tão caro para o consumidor arcar.

6. Exceder o prazo de entrega 

CONSTROIWEB - DESENVOLVIMENTO WEB E TREINAMENTO ESPECIALIZADO PARA INTERNET

Comprar on-line ainda não é um hábito para muitas pessoas, é por isso que essa prática é, muitas vezes, cercada de dúvidas em relação ao produto e a entrega. 

É importante criar uma boa experiência de compra para seus consumidores, desde seu e-commerce até o momento em que o produto estiver em suas mãos. 

Cumpra o que foi prometido no mento da compra e, principalmente, não deixe seu cliente frustrado. 

7. Não ter um estoque bem gerido

Para que um e-commerce seja bem-sucedido é preciso que tudo esteja bem alinhado entre o seu site e seu estoque. 

Já imaginou se o consumidor paga por algo que você não tem para enviar? 

Seria bem constrangedor, não é? 

Além de decepcionar o cliente, seu e-commerce corre sérios riscos de ser mal avaliado nas redes socias ou até mesmo em sites como o Reclame Aqui – referência no quesito “opinião de consumidores”.

8. Dispensar o marketing digital

Independente do e-commerce que você tenha é muito importante elaborar estratégias de marketing para tornar o seu site conhecido na internet e para atração de novos clientes.

Existe um grande número de possibilidades de aplicações do Marketing Digital, mas há algumas estratégias e técnicas específicas que se destacam e que trazem resultados positivos para as marcas que as utilizam: 

  • Redes Sociais (posts, anúncios pagos, etc.); 
  • Marketing de conteúdo (blog, parcerias de guest post, etc.); 
  • E-mail marketing;
  • entre outros.

Benefícios do marketing digital 

Ao contrário dos esforços despendidos no “marketing off-line”, o marketing digital possibilita que os profissionais de marketing visualizem resultados em tempo real. 

Se você já colocou um anúncio em um jornal, saberá como é difícil estimar quantas pessoas realmente acessaram essa página e prestaram atenção ao seu anúncio.

Não há uma maneira infalível de saber se esse anúncio foi responsável por qualquer venda.

Por outro lado, com o marketing digital, é possível saber quais anúncios tiveram melhores resultados, de quais canais vem o tráfego do seu site, dentre outros diversos aspectos importantes para melhorar os resultados das suas campanhas.

Fonte: https://c2ti.com.br/